27/03 - Estadão Conteúdo / Exame.com


A retomada da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) não é uma possibilidade discutida no governo federal, afirmou na sexta-feira, 24, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, em coletiva de imprensa na Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

“Ainda estamos estudando quais impostos podem ser elevados, mas a CPMF não é um deles”, disse.

O ministro reconheceu que a elevação de tributos é uma medida que pode ser necessária, em virtude do rombo de R$ 58 bilhões no orçamento de 2017, e está sendo discutida pela equipe econômica do governo.

“Estamos fazendo todo o esforço para que não haja aumento de impostos. Essa é a última opção.”


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

0 comentários:

Postar um comentário