24/03 - Contabilidade na TV


O nível de atividade do setor de construção de São Paulo em fevereiro registrou alta na comparação com o mês anterior, mas mesmo passando de 36,0 para 40,1 pontos, permaneceu abaixo da linha de estabilidade (50,0 pontos), sinal de contração. No que se refere à mensuração da atividade em relação ao usual, o indicador alcançou a maior pontuação desde junho de 2015 (33,1) ao crescer de 24,4 para 30,0 pontos no mês.

Os dados são da Sondagem da Construção do Estado de São Paulo, levantamento feito pela CNI e pela Fiesp, com o apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção e do Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo e divulgado nesta sexta-feira (24 de março)

O índice de número de empregados do setor também alcançou uma considerável marca, em 40,9 pontos, a mais alta desde junho de 2014. Em janeiro ficou em 36,3 pontos em janeiro. Só que mesmo com a melhora do índice, o número de empregados segue diminuindo (índice está abaixo dos 50,0 pontos).

Com relação à Utilização da Capacidade Operação (UCO), o resultado voltou a subir, após cair 9 p.p. em janeiro, passando de 43,0% para 54,0%.

Os resultados das expectativas apontam que o pessimismo dos empresários da construção persiste, apesar das marcas alcançadas entre os indicadores componentes da sondagem. O índice de atividade para os próximos seis meses variou de 47,8 pontos em janeiro para 49,2 pontos em fevereiro. As expectativas para compras de matérias-primas também apresentaram elevação, de 44,3 pontos para 47,0 pontos. Ambos chegaram ao maior patamar desde dezembro de 2014.

As expectativas para empreendimentos e serviços variaram de 44,5 para 50,4 pontos. Quanto às perspectivas do número de empregados, o índice de fevereiro melhorou na comparação com janeiro, passando de 45,3 para 47,7 pontos. Para esses componentes, o resultado foi o mais alto desde dezembro de 2013 e janeiro de 2014, respectivamente. Por fim, as perspectivas de investimento tiveram uma expressiva alta de 61,3%, passando de 19,9 pontos para 32,1. O indicador, porém, permanece em contração, estando bem abaixo dos 50,0 pontos.

Por: Agência Indusnet Fiesp

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

0 comentários:

Postar um comentário