30/03 - DCI - SP


A queda de 2,2% no faturamento das empresas de serviços no mês de janeiro, divulgado ontem pelo IBGE, aponta que, para o setor, o pior da crise não passou. Enquanto a indústria e o varejo começam a sentir uma estabilidade nos indicadores, o aprofundamento da crise em serviços sinaliza que a retomada nesse segmento ainda está longe.

O resultado, na comparação com dezembro de 2016, se deu após dois meses de relativa estabilidade, já que acabou por anular a pequena alta do derradeiro mês de 2016 (+0,7%). Frente ao mesmo mês do ano anterior, o declínio chegou a -7,3%.


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

0 comentários:

Postar um comentário