27/03 - Contabilidade na TV


A economia catarinense deve ser altamente beneficiada pela medida que prevê a terceirização da atividade-fim na contratação de profissionais, segundo previsão da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC). A entidade avalia que a medida influenciará diretamente na ampliação de contratações, sobretudo para as empresas de menor porte, que até então só poderiam se valer desse instrumento para outras funções que não estivessem atreladas ao objetivo do empreendimento. A aprovação do projeto PL 4302 - batizado de Lei das Terceirizações - pela maioria dos deputados federais, ocorreu nesta semana.

Para o empresário Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, a característica da economia catarinense é ser formada majoritariamente por pequenos negócios, que possuem margens justas para formarem quadro de colaboradores e arcarem com a tributação decorrente destas contratações. Ele considera que “principalmente os micro e pequenos empreendedores serão beneficiados, pois poderão ampliar a estrutura de seus negócios ao utilizar o instrumento proposto pela lei das terceirizações”.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estudos Sócioeconômicos (Dieese), há 13 milhões de terceirizados no país, número que deve ser ampliado a partir desta proposta. O texto ainda será apreciado pelo Senado e só depois seguirá para sanção presidencial.

Por: PalavraCom

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

0 comentários:

Postar um comentário