04/04 - Queila Ariadne / O Tempo


As novas regras do rotativo também valem para os cartões de crédito oferecidos por grandes redes de varejo? Se o consumidor pagar o valor o mínimo da sua dívida neste mês, poderá pagar o mínimo das novas compras na próxima fatura? E o limite, ele será comprometido pelos saldos parcelados? As mudanças que têm o objetivo de forçar redução nos juros já estão valendo desde segunda-feira (3), mas nem todas as dúvidas foram esclarecidas. A reportagem ouviu os bancos e os órgãos que regulam o setor e, para as três perguntas acima, as respostas são sim.

Diretor-executivo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), Ricardo Vieira ressalta que, assim como os cartões de bancos, as regras serão aplicadas para os de loja. “Valem para todo tipo de cartão que oferece o financiamento por meio da modalidade de crédito rotativo”, esclarece. O Banco Central, por meio da assessoria de imprensa, explica que, apesar de trazerem o nome da loja, sempre existe uma instituição financeira por trás do negócio. No caso da C&A, por exemplo, é o Bradesco. Já o Itaú-Unibanco administra os cartões do Magazine Luiza, Ponto Frio e Extra.


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!
Baixe para iOS.
Baixe para Android.
Baixe em HTML5.

0 comentários:

Postar um comentário