26/05 - Diário do Comércio


A crise política deflagrada com as delações dos donos da JBS foi um balde de água fria para as expectativas de empresários de diversos setores, que começavam agora a sentir os efeitos ainda pequenos da recuperação econômica. 

Os primeiros sinais de melhora apareceram no comportamento da inflação - a prévia de maio do índice oficial ficou em 3,77% em 12 meses, o que continua a fortalecer a redução da taxa básica de juros (Selic). 

Para que a recuperação continue será preciso a aprovação de reformas importantes para o setor privado, principalmente a Trabalhista, que permitirá no curto prazo a retomada do investimento e do emprego, e posteriormente da Previdência - para restabelecer a confiança e colocar as contas públicas nos trilhos no médio e longo prazos. 


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário