24/05 - Jornal do Comércio RS


O brasileiro tem alma empreendedora e nem mesmo a crise econômica tem inibido o trabalhador. Segundo levantamento da Unitfour , empresa fornecedora de dados para o mercado, o número de empresas abertas em 2016 cresceu 20% em relação ao ano anterior. O levantamento leva em consideração segmentos Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), EPP (Empresas Pequeno Porte), Ltda (Sociedade limitada), ME (Microempresa), MEI (Microempreendedor individual), e S.A. (Sociedade Anônima)."O aumento do desemprego tem encorajado o brasileiro a apostar em seu próprio negócio. Isso explica porque Eirele e MEI são os tipos de empresa com maior taxa de abertura. 

O modelo MEI proporciona uma facilidade de se recolocar no mercado de maneira formal, legal e com tributação simples. Já o modelo Eireli é composto por empresas com capital social maior, franquias por exemplo, ao invés do brasileiro poupar para investir em imóveis e automóveis, abre uma franquia e vira dono do seu próprio negócio" aponta Rafael Albuquerque, diretor comercial da Unitfour. 

Minas Gerais ultrapassa Goiás na abertura de empresas Eireli Em 2016, o estado de Minas Gerais ultrapassou Goiás, alcançando a terceira colocação no ranking de empresas Eireli. Assim como São Paulo e Rio de Janeiro mantiveram suas colocações de primeiro e segundo lugares respectivamente com as maiores taxas de abertura nesse segmento.


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário