31/05 - Paula Salati / DCI-SP


Os governos estaduais podem encontrar saídas localizadas para a simplificação de impostos diante das dificuldades de se implementar uma reforma tributária constitucional, a nível nacional, em meio à atual crise política.

O estado do Mato Grosso (MT) foi o primeiro ente a dar um passo neste sentido em 2016 e, agora, o Rio Grande do Sul (RS) começa a desenhar uma reforma "personalizada", como define o próprio secretário adjunto da Fazenda do Estado do RS, Luiz Antônio Bins.

"Há uma dificuldade muito grande em se fazer uma reforma tributária ampla no Congresso, mas é possível que os próprios estados alterem no ICMS [Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços] aquilo que está ao seu alcance, sem alteração constitucional ou de lei complementar", disse Bins ao DCI, após palestrar em um seminário de tributação, organizado pela Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Afresp), em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário