24/05 - Contabilidade na TV


No Dia da Liberdade de Impostos (DLI), marcado para a próxima quinta-feira, 1º de junho, empresários de Belo Horizonte, dos mais variados segmentos, irão comercializar produtos e serviços com desconto referente ao valor dos tributos incidentes. Até o momento, já são mais de 41 mil unidades cadastradas, entre roupas, sapatos, brinquedos, alimentos, bebidas, artigos de papelaria, armações de óculos, móveis, acessórios para carro e moto e muitos outros. A lista, que deve aumentar até a data do evento, pode ser acessada no site http://dli.cdlbh.com.br.

Neste ano, uma novidade é a participação da Drogaria Araujo. A rede de lojas irá comercializar mais de 1,2 mil tipos de medicamentos genéricos com desconto adicional de 30,5%, em todos os seus 170 estabelecimentos de Belo Horizonte e da Região Metropolitana. O valor é referente ao percentual de carga tributária calculado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). “Existem países nos quais o imposto sobre os medicamentos é zero e, em muitos outros, esse percentual não passa de 7%. Ao aderirmos ao movimento, queremos mostrar que imposto não é brincadeira e que a atual carga tributária do Brasil onera o consumidor e dificulta o acesso a itens indispensáveis como os medicamentos”, afirma o presidente da Drogaria Araujo, Modesto Araujo Neto.

Outra empresa participante é a Óticas Diniz. As 27 lojas da capital irão comercializar mais de mil tipos de produtos com os descontos referentes aos tributos. Os impostos no valor dos óculos de sol, por exemplo, podem chegar a 45%, de acordo com o IBPT. Bruno Borges de Faria, proprietário da rede de óticas, considera de extrema importância a participação dos empresários de todos os ramos no Dia da Liberdade de Impostos. “A alta carga tributária reflete no poder de consumo dos brasileiros e isso implica numa rotatividade menor das vendas. Essa ação é importante para conscientizar a todos nós, empresários e consumidores, o quanto os elevados tributos afetam o nosso dia a dia, em diversos aspectos”, ressalta. 

Mais um exemplo do peso dos impostos pode ser percebido no valor do pacote de papel A4 500 folhas. O preço, em média, é R$ 18,55. Durante o Dia da Liberdade de Impostos, o mesmo produto será comercializado a R$ 13,51, valor com desconto de 27,15% referente aos tributos incidentes. A Câmara Setorial de Livrarias, Papelarias e Atividades Correlatas da CDL/BH conseguiu junto ao distribuidor oficial da Internacional Paper, Port Atacado, a disponibilização de até cem pacotes desse produto, com o valor reduzido dos tributos, para cada loja participante.

Bruno Falci, presidente da CDL/BH, ressalta que o brasileiro não vê o retorno da arrecadação dos impostos que paga. “Não temos educação, saúde e segurança de qualidade. Sem falar que o peso da carga tributária absorve e limita o orçamento da população e emperra os negócios do pequeno, médio e grande empresário”, afirma.

O Dia da Liberdade de Impostos é uma iniciativa da CDL/BH e da CDL Jovem. A ação também será realizada, simultaneamente, em vários estados: Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e no Distrito Federal.

Serviço:
11ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI)
Venda de vários produtos e serviços com desconto referente ao valor dos tributos incidentes. Quem arca com o desconto é a empresa participante, o imposto é recolhido normalmente.
1º de junho, quinta-feira
Relação de empresas participantes e produtos que serão comercializados: http://dli.cdlbh.com.br

Por Comunique-se

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário