10/06 - Carla Lidiane Müller para Notícias Contábeis do Contabilidade na TV*


Mesmo ante a crise, alguns países ainda veem no Brasil uma ótima oportunidade para atuação. 

A legislação brasileira prevê o incentivo a este tipo de investimento, e sempre está investindo em concessões e parcerias público-privadas para isso. 

Essa “parceria” de mercados provenientes de acordos de cooperação entre o Brasil e outros países têm sido um diferencial para trazer retornos positivos ao mercado brasileiro.

A unificação de mercado entre Brasil e outros países no cenário atual também reflete para o Brasil moderno, pois muitos acordos internacionais estabelecem normas que devem ser seguidas por todos os países associados a uma determinada organização.

Isso garante ao Brasil também, acesso as tecnologias inovadoras, e garante as indústrias nacionais uma educação mais globalizada, e que, com certeza, as ajudará a alcançar grandes metas.

Ainda existem diversos segmentos rentáveis no Brasil que oferecem ao investidor estrangeiro, excelentes lucros, mesmo com o atual cenário, como destaque estão os segmentos agrícolas, de etanol, e açúcar, de internet, tecnologia, distribuição e varejo, consultoria, engenharia, auditoria, saúde, alimentos, e educação.

O investidor estrangeiro antes de investir em uma empresa, mercado, ou projeto brasileiro, tem de analisar vários pontos relevantes da economia, como poupança, dólar, ações, tesouro direto, imóveis, fundos de investimentos, commodities e a própria politica econômica.

Esses profissionais procuram mercados acessíveis e que se mostrem oportunos para atuação estrangeira dentro do país.

Muitas empresas estrangeiras ainda fazem história dentro da economia brasileira, principalmente no agronegócio. Há muito tempo as empresas estrangeiras vem fazendo investimento sob medida no mercado nacional, principalmente nos segmentos de etanol e açúcar.

No momento um país em grande expansão e com interesse de criar fortes laços com o Brasil é a Arábia Saudita, que desde 2014 já está fazendo investimentos milionários nas indústrias brasileiras.

Fora isso em 2016 foram registradas cerca de 272 operações de compra ou fusão de empresas brasileiras por estrangeiras.

O Brasil é um gigante de grande valor no mercado internacional, é líder em muitos segmentos e para manter essa rede funcionando, o governo já está desburocratizando vários processos de exportação, mas é necessário também simplificar o processo de investimento estrangeiro no Brasil.

Com mais investimento estrangeiro, e com o Brasil exportando mais, dificilmente o Brasil terá resultados negativos na balança comercial internacional, e será cada vez mais bem-visto pelos investidores de fora do país.

Fontes utilizadas:

*Carla Lidiane Müller -Bacharel em Ciências Contábeis, cursando MBA em Direito Tributário. Trabalha na SCI Sistemas Contábeis como Analista de Negócios e é articulista do Blog Contabilidade na TV desde 2016. 

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário