05/06 - Paula Salati / DCI-SP


A arrecadação federal sobre a renda e a propriedade avançou pela segunda vez consecutiva durante o primeiro quadrimestre. Nos primeiros quatro meses de 2017, esta receita aumentou 2%, em termos reais (descontada a inflação), para R$ 165 bilhões.

Durante os mesmos meses de 2016, este recolhimento registrou expansão de 3,5%, segundo dados da Receita Federal do Brasil (RFB).

O professor de economia da Fundação Instituto de Administração (FIA) Rodolfo Olivo avalia que este crescimento está relacionado com a desatualização da tabela do Imposto de Renda (IRPF), a qual não é reajustada desde o ano-calendário 2015.

Nesta última correção, a tabela foi atualizada com uma alíquota de 5,6%, frente a uma inflação de 10,67%, acumulada em 12 meses até dezembro de 2015.


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário