26/06 - Jení Carla Fritzke Schülter para Notícias Contábeis do Contabilidade na TV*


A partir de hoje, 26/06/2017 até o dia 31/07/2017 as empresas de TI (Tecnologia da informação) tem à sua disposição o ambiente de produção restrita do eSocial.

A partir de 01/08/2017 estará disponível para toda e qualquer empresa do Brasil o ambiente de pré-produção do eSocial, com dados que não terão nenhuma validade jurídica, mas que sofrerão todas as validações existentes no manual e layout do eSocial, com exceção da qualificação cadastral.

O ambiente de produção entrará em funcionamento no dia 01/12/2017 para que as empresas com obrigatoriedade ao eSocial a partir de 01/01/2018 possam fazer sua carga inicial de tabelas, e é a partir desse momento que todas as informações terão validade e necessitam do tempo de guarda dos dados.

As empresas com obrigatoriedade ao eSocial a partir de 01/07/2018 podem utilizar todo o tempo até lá para fazer testes de envio, validação e retorno do eSocial no ambiente de pré-produção.

O ambiente de pré-produção não contempla consulta e nem download dos dados enviados, dessa forma é importantíssimo que seja guardado o protocolo recebido, pois é com ele que você poderá consultar o recibo de entrega, tendo ele sido processado com sucesso ou com erros. É somente através do recibo de entrega que se pode excluir um evento, retificar ou alterar.

Que fique claro à todos que esse ambiente não é um aplicativo ou um validador que os usuários terão acesso para inserir dados ou fazer upload de arquivos xml, ele é apenas um local nas "nuvens" que receberá, validará e retornará as informações dos sistemas desenvolvedores e as informações ficarão armazenadas para posterior consulta dos entes envolvidos no eSocial.

Porque nesse momento o ambiente é restrito à empresas de TI?
Até o presente momento as empresas piloto tinham acesso à um ambiente de homologação (in loco no SERPRO) e isso era feito através de upload do XML físico para dentro da ferramenta criada especificamente para esta homologação.
Mas sabemos desde o primeiro manual do eSocial que o ambiente de produção não funcionará através de envio de xml físico e sim através de conexão via webservice, ou seja, o usuário do sistema de folha de pagamento pode nem visualizar o arquivo gerado e de forma alguma interfere no seu envio. Os softwares se comunicarão com o governo através da internet sem nenhuma ação dos usuários.

Sem falar nas centenas de empresas de TI que não participaram da homologação, e dentre estas a grande maioria, até agora, não tem ideia de como é a validação dos eventos do eSocial. 

Portanto, as empresas de TI tem um pouco mais de 1 mês, sim, serão 5 semanas para preparar os softwares para se conectarem via webservice aos endereços disponibilizados pelo eSocial e fazer toda a comunicação de envio e retorno dos eventos, protocolos e recibos de entrega. Imaginando aqui que eles já geram (com total exatidão) os 34 eventos possíveis de teste nesse momento.

*Jení Carla Fritzke Schülter -  Graduada em administração com ênfase em recursos humanos, é especialista em eSocial. Participante do grupo de trabalho eSocial da Fenacon desde 2014 e do grupo das empresas piloto do eSocial desde 2016. Atua como analista de negócios na área contábil e consultora de folha de pagamento da SCI Sistemas Contábeis. Articulista do Contabilidade na TV desde 2016.

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário