21/06 - Contabilidade na TV


A Junta Comercial de Rondônia está presente atualmente em 12 dos 52 municípios do estado. Mas a proposta é que gradativamente o órgão responsável pela abertura, alterações e baixa de empresas esteja presente em todo os municípios por meio de parcerias com as prefeituras. E a mobilização já começou.

De acordo com o presidente da Jucer, Vladmir Oliani, dois novos postos de atendimento serão implantados no estado. Um em Candeias do Jamari e outro em Pimenta Bueno.

‘‘O poder público tem que ir até o cidadão. Estamos aqui para servir. Não podemos aceitar que em plena era da informática um empreendedor tenha que sair do município dele para ir até outra localidade para registrar uma empresa, afinal ele está gerando emprego e imposto’’, avalia.

Segundo o secretário-geral da Jucer, Roger Francis Cardoso Ribeiro, as prefeituras de Candeias do Jamari e Pimenta Bueno estão na fase de análise do Termo de Cooperação Técnica, e pelo menos um dos postos de atendimento deve ser ativado em cerca de 30 dias.

Para viabilizar a parceria, a Junta Comercial de Rondônia disponibiliza o sistema online dos serviços do órgão contidos na ferramenta Empresa Fácil Rondônia, capacitação aos servidores, além dos equipamentos necessários ao atendimento. Enquanto que as prefeituras fornecem o espaço e servidores.

‘‘Isso vai trazer mais comodidade aos cidadãos e reduzir custos’’, afirmou o secretário-geral, relatando que, dependendo da localização do empreendedor, é preciso deslocar até 200 quilômetros para encontrar um posto de atendimento. A parceria vai encurtar o caminho para aqueles que tanto contribuem para o desenvolvimento do estado: os empreendedores.

Outras prefeituras estão sendo sensibilizados, inclusive com visita in loco, para também aderirem à iniciativa e levar Rondônia a ter uma cobertura total da presença da Junta Comercial.

Agilidade e Eficiência
Atualmente, além da sede em Porto Velho, a Jucer tem escritórios regionais em Ariquemes, Buritis, Cacoal, Cerejeiras, Colorado do Oeste, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé e Vilhena.

O atendimento acontece das 8h às 14h e sempre de forma célere, o que fez a Junta Comercial de Rondônia ser reconhecida pela Receita Federal como a mais rápida do Brasil no processo de legalização de empresas.

‘‘A Junta Comercial faz o registro de empresas classificadas como de baixo risco ambiental em até 10 minutos, saindo o empreendimento com o registro e todas as licenças para o funcionamento’’, garante o presidente.

Para ele, essa iniciativa de ampliar os postos de atendimento da Jucer no estado só é possível devido aos grandes avanços tecnológicos que o órgão passou nos últimos anos.

Começando pela implantação por parte do governo de Rondônia da infovia, a infraestrutura de comunicação por fibra ótica, com internet de alta velocidade.  ‘‘A administração pública se divide em duas. Uma antes e outra depois da infovia’’, considera.

Assim como a digitalização do acervo de mais de 200 mil empresas de Rondônia; a implantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), através da ferramenta Empresa Fácil Rondônia que faz a integração entre diversos órgãos que participam do processo de abertura, alteração e baixa de empresas; além da mais recente implantação do teletrabalho que deu à Jucer mais um título inédito como primeiro órgão do executivo a colocar em prática essa modalidade de trabalho remoto condicionado ao incremento de no mínimo 15% na produtividade mensal.

Essas conquistas têm levado um serviço mais ágil e eficiente para os cidadãos rondonienses e têm cumprindo com o legado que o governador Confúcio Moura pretende deixar em Rondônia, que é a modernização dos órgãos públicos estaduais.

Por Jucer / Governo do Estado de Rondônia

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário