21/06 - Contabilidade na TV

Edilson Rodrigues/Agência Senado
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), leu o relatório feito por ele para o projeto de modernização trabalhista. A leitura ocorreu na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde deve ser votado na próxima quarta-feira (28).

Para que os parlamentares tenham tempo de avaliar o texto, o presidente da CCJ, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), concedeu vistas coletivas de uma semana. Antes, no entanto, a comissão fará duas audiências públicas para debater o tema, ambas na terça-feira (27).

Em seu perfil no Twitter, Jucá explicou que pelos argumentos apresentados no relatório e na análise do projeto, verificou-se que a modernização não tira direitos dos trabalhadores. Ele ainda classificou a análise como “despida de preconceitos”.

 “A análise sistêmica da proposição revela que ela fortalece os sindicatos brasileiros”, afirmou. “Confere maior autonomia sem desproteção aos trabalhadores”, avaliou o senador. Na terça-feira (20), ele havia explicado à imprensa que o cronograma para votação do projeto estava mantido.

Plenário do Senado
Depois de reunião na presidência do Senado, ele traçou um roteiro e explicou que três relatórios seriam levados ao plenário e dois deles colocados em votação. “O prazo continua o mesmo, não há nenhum óbice à aprovação”, afirmou, ainda na terça-feira. “Qualquer questão que for levantada vai ser definida no plenário”, explicou.

Por Portal Planalto, com informações do Senado

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário