18/07 - Contabilidade na TV


Ouvir as necessidades do varejo catarinense, setor da economia que mais emprega e promove a circulação financeira, é uma das ações que a Federação das CDLs de Santa Catarina promove. O segundo ciclo de encontros, que já passou por Videira, chega a Chapecó nesta quarta e quinta-feira (19 e 20) para debater temas de interesse das Regiões Metropolitanas de Chapecó e Extremo Oeste - feiras itinerantes, rodovias estaduais e federais e o regime tributário sobre a energia elétrica, entre outros. O ciclo é coordenado por Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, e por Olair Klemtz, vice-presidente de coordenação distrital.

As reuniões regionais metropolitanas são um novo modelo de trabalho implantado pela Federação para dar celeridade às demandas do comércio e da sociedade. A série de eventos reúne dirigentes de Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) e da Federação com autoridades e representantes dos poderes legislativo e executivo para elaboração de uma pauta macrorregional com questões fundamentais e estratégicas para a economia. Posteriormente será entregue para os órgãos e autarquias competentes.

A primeira reunião do segundo semestre foi na CDL de Videira, no último dia 13, e contou com dirigentes lojistas de 43 municípios, que trataram dos problemas dos municípios pertencentes à região do Contestado, com a presença de diretores distritais, prefeitos, Corpo de Bombeiros, Fazenda Estadual e Conselho Estadual de Combate à Pirataria (Cecop). Em pauta as feiras itinerantes e assuntos relacionados ao Corpo de Bombeiros. Também foram tratadas questões abordadas durante a primeira reunião da região metropolitana do Contestado, realizada em fevereiro deste ano, como as condições das rodovias, telefonia, hospital regional e estacionamento vertical.

No primeiro semestre a FCDL/SC promoveu nove reuniões, abrangendo as 11 regiões metropolitanas catarinenses. “Estamos muito satisfeitos com esse formato. Conseguimos incrementar o atendimento às necessidades dos municípios nos quais as CDLs estão inseridas”, aponta Tauffer. Já o vice-presidente de coordenação distrital fala do sucesso destes encontros. “A união das partes interessadas permite até que se transmita com mais precisão as demandas dessas cidades”, afirma Klemtz.

Por PalavraCom

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário