27/07 - Contabilidade na TV


O Governo do Estado do Piauí, através da Junta Comercial do Estado do Piauí – JUCEPI, está investindo cada vez mais em tecnologia, auxiliando na construção de um estado melhor. A partir de ontem (26), as investigações de combate a crimes tributários e corrupção se tornaram muito mais rápidas e seguras com a parceria firmada entre a JUCEPI, o Ministério Público do Estado e a Procuradoria da Fazenda Nacional.

Os órgãos assinaram termo de cooperação técnica nesta manhã para que funcionários autorizados tenham acesso ao banco de dados da Junta Comercial, através do site Piauí Digital. A plataforma online foi implantada no estado a pouco mais de um ano e já trouxe diversos benefícios, destacando-se a redução no tempo de registro empresarial, quando anteriormente durava em média 6 meses e atualmente, a média está em 48 horas.

 De acordo com a presidente da Jucepi, Alzenir Porto, esclarece que a segurança jurídica existe os órgãos que utilizarão essas informações são instituições que já tem o direito ao acesso e o fazem. “Respondemos em média 70 processos por mês, o que nos demanda tempo e material, o que estamos construindo é uma ponte de via direta, agora a transmissão dessas informações será muito mais rápida, será automática.”, esclareceu a gestora.

JUCEPI objetiva firmar essa parceria com mais 12 órgãos, como Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça, entre outros.

O delegado geral de Polícia Civil do Piauí, Riedel Batista disse que a parceria vai auxiliar no planejamento de ações de combate a crimes tributários, improbidade administrativa e corrupção.

"As investigações terão mais agilidade porque vamos acessar os dados das empresas diretamente no sistema. Antes, a autoridade policial tinha que fazer uma solicitação para ter acesso aos dados", observou Riedel Batista.

O procurador geral do Ministério Público, Cleandro Moura, ressaltou também que o combate a improbidade será mais célere a partir de agora. Os representantes dos órgãos afirmam que demoravam meses para ter acesso aos processos que continham dados das empresas.

O termo foi assinado e tem validade de quatro anos, podendo ser renovado ao término do prazo estabelecido.

Por Jucepi

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário