07/07 - Jéssica Kruckenfellner / DCI-SP


Fim do túnel. Sobreviventes da retração econômica no País, industriais que até então mantinham os negócios em dia alertam para a deterioração da saúde financeira da cadeia

São Paulo - As micro, pequenas e médias indústrias estão ficando sem alternativas para manter a saúde financeira. Sem a recuperação da demanda e o com crédito ainda mais restrito, os industriais estão preocupados com o futuro dos negócios.

"A situação do segundo semestre não está clara e para as indústrias menores esse momento é de muita indefinição, porque estamos esperando o andamento de medidas e o que vai acontecer nos próximos meses", afirma o presidente do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi), Joseph Couri.

O dirigente conta que o número de micro e pequenas indústrias fechando as portas está aumentando, movimento que tem sido percebido com muita preocupação, porque mostra que as empresas estão sem estrutura para manter as operações. "Muitas vezes a micro e pequena nem entra com um pedido de falência ou recuperação judicial, porque não tem dinheiro para isso, e só fecha as portas", destaca ele.


Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário