11/07 - Contabilidade na TV


Na próxima quarta-feira, 19 de julho, o Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP comemorará 98 anos de lutas, desafios e grandes conquistas por melhores condições para o exercício da profissão contábil. Voltando no tempo, há quase cem anos, onze jovens contabilistas fundaram o Instituto Paulista de Contabilidade – IPC, o que serviu como base para o surgimento do Sindcont-SP.

Hoje, com mais de 86 mil filiados/representados que atuam em 20 municípios da região metropolitana de São Paulo, o Sindicato contábil mais antigo do Estado de São Paulo e o segundo do Brasil é motivo de muito orgulho para todos os profissionais da classe, uma vez que, ao longo de quase um século, vem atuando fortemente na defesa dos direitos dos contabilistas e, principalmente, da democracia, sendo entusiasta da prática da cidadania, que, inevitavelmente, auxilia para a construção de uma estrutura na qual as pessoas tenham, de fato, voz e vez.

No entanto, tão importante quanto exigir nossos direitos é cumprir com nossos deveres. E justamente neste ponto que adentramos na Contabilidade, fundamental para o equilíbrio financeiro dos governos, empresas e terceiro setor. Ela é direito e dever de todos nós, afinal, saúde financeira não é ter bens e muito dinheiro para gastar sem se preocupar com o amanhã. Saúde financeira é sinônimo de educação financeira, e é tão importante quanto às saúdes física, mental e espiritual.

E, se por um lado, o significado do contador está atrelado diretamente com o sucesso do estabelecimento, por outro, a necessidade de [bons] profissionais é extremamente preocupante. Nestes 98 anos, a Contabilidade passou por uma verdadeira evolução, e o contador deixou de ser um guarda-livros. Antes, ele só seguia os códigos tributários e seu trabalho era totalmente baseado em protocolos. Com as Normas Internacionais de Contabilidade e a harmonização brasileira ao padrão mundial, é nítido que precisamos de mais profissionais, melhores qualificados e atualizados.

Ao advento das International Financial Reporting Standards - IFRS, se junta ainda, no cenário nacional, um ambiente de negócios cada vez mais complexo e as mudanças de regras, quase que diariamente, promovidas pelos órgãos arrecadatórios das três esferas de poder, além dos avanços tecnológicos e da uniformização de sistema. Este cenário aumenta a busca por profissionais com perfil holístico, que precisam ter amplo leque de conhecimentos e desenvolver múltiplas habilidades.

Ciente desta realidade, para atender ao Programa de Educação Profissional Continuada – PEPC, o Sindcont-SPpromove palestras, seminários, cursos e outras atividades para que haja ampla troca de informações e experiências entre os profissionais jovens e os que estão no mercado há mais tempo. Como a teoria é muito diferente da prática, muitas vezes, as informações que adquirimos ao longo de nossas vidas profissionais – e que não se aprendem nas salas de aula – são fundamentais para o pleno exercício da profissão. Daí a importância de estarmos sempre juntos, promovendo um verdadeiro e enriquecedor intercâmbio humano, técnico, científico e cultural, que é proveitoso a todos e, em especial, às empresas que atendemos e à sociedade.

Nestas suas quase dez décadas de atuação, o Sindcont-SP vem priorizando o conhecimento, a integração, os bons serviços e principalmente o desenvolvimento humano dos profissionais que representa. Neste 19 de julho, temos muito a comemorar por podermos contar com um Sindicato que está sempre preocupado em nos transmitir confiança e chances de sucesso profissional.

* Antonio Eugenio Cecchinato é presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP

Por De León Comunicações

Use o APP do Contabilidade na TV e mantenha-se informado!

0 comentários:

Postar um comentário